quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Quando tudo dá certo!

Ontem tivemos um coquetel, uma festa para comemorarmos a entrega em dia de um empreendimento.

Estou muito feliz e somente posso concluir que o primeiro "ano sem compras", e o período anterior que foi o embrião da conscientização sobre a necessidade de investir o suor do meu trabalho em algo que valesse a pena, rendeu excelentes frutos.

Planejar ou mesmo não planejar e arriscar um investimento e a partir do risco criado mudar de comportamento são atitudes que precisamos tomar para não deixar o período produtivo passar em brancas nuvens e chegarmos lá na frente com a certeza de que fizemos algo efetivo por nós mesmos no que diz respeito a um pouco mais de conforto na aposentadoria.

Quando eu tinha meus vinte ou trinta anos não pensava muito no futuro, afinal tinha uma carreira já definida, sabia no que ia trabalhar e alcancei uma certa estabilidade nessa idade. E daí? O que eu fiz? Comecei a gastar com tranqueiras e levava a vida como se não houvesse amanhã.

De repente percebi que queria realizar um sonho e via tantas pessoas realizando sonhos e não entendia porque somente eu não conseguia.

Por ocasião da mudança para Cornélio sempre quis ter um apartamento em Londrina, mas aquilo me parecia distante. Depois conheci uma pessoa que me fazia parecer ser incapaz de conseguir qualquer coisa por ser assalariada. Afastei da pessoa e descobri que eu poderia fazer e ter tudo que eu quisesse e para isso bastava um pouco de organização, bastante adiamento de desejos imediatos de consumo de desnecessários e supérfluos, coragem para assumir compromissos financeiros considerados por mim mesma altos.

Enfim, tomei coragem e comecei a administrar minha vida financeira de forma diferente e tudo se tornou diferente, meus argumentos com filhos (sim, eles geram despesas!) mudou drasticamente, sendo que eles passaram a ter conhecimento de que também não teriam muitos desejos imediatos de consumo atendidos porque estávamos buscando um futuro diferente.

É preciso tomar consciência, arriscar e dedicar tempo, dinheiro e muita atenção ao que queremos e posso assegurar que assim é possível realizar os sonhos e até mesmo os sonhos que parecem inatingíveis.

Meu sonho era um apartamento em Londrina e a realidade mostrou-se ainda mais auspiciosa. Parabéns para mim! Parabéns para meus filhos que entenderam e ajudaram a alcançar esses objetivos! Parabéns para a vida que se tornou diferente! Parabéns para a planilha mensal que, apesar de não utilizada ainda para controle efetivo, ajudou em muito na visualização do que era possível fazer! Parabéns por todos os parcelamentos em cartão de crédito que não foram feitos, os carnês que sequer foram gerados e financiamentos que sequer foram cogitados!

E vamos seguindo até o final do ano apenas administrando o que já ocorreu e ainda gerará gastos para se tornar lucrativo, desejando que 2014 traga mais formas de economia e mais satisfação por não consumir desnecessários e supérfluos!


20 comentários:

  1. Deu para sentir daqui o gosto desse champanhe.
    Parabéns mesmo!!!
    E obrigada por dividir conosco, esse sabor de vitória.
    Muitas outras vitórias virão, para todos nós, que temos um objetivo a alcançar.
    Tenho fé!

    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Zilda!!! E dessa vez não tenho nada para reclamar!!! É uma construtora nova, uma linha mais popular de uma ótima construtora, mas trouxeram tudo dessa outra construtora e o local ficou lindo!!! Fiquei encantada!!! O Pedro está querendo mudar, mas não enfrento outra mudança... rs... mesmo porque o local é menor.

      Tem até redes colocadas em um gazebo, sala de jogos com computadores 3D, vídeo game e TV LCD, tudo para uso comum, achei fantástico!!!

      É um prédio simples, mas ficou lindo!!! Penso que assim será fácil alugar!!!

      Agora é fazer a viagem que já prometi para as crianças e iniciar novo projeto para deixar aquele local habitável para alguém (p.s. aqui não se consegue locar se não tiver cozinha, armários nos banheiros, roupeiro em um dos quartos e box de banheiro)...

      E vamos nos organizando!!!

      Beijos

      Excluir
  2. Parabéns!!! Contagiante e inspiradora suas palavras! Bom ver que nossos esforços rendem frutos e perceber que o momento que vivemos hoje, é o resultado de mudanças feitas lá atrás.
    Comemorem muito, vcs merecem!

    Bjs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lá pelas tantas cheguei a ficar frustrada por estar controlando tanto e tudo, adiando desejos, entretanto, também enxerguei que esses desejos não faziam o menor sentido e sequer precisavam ser atendidos.

      A satisfação de ver um resultado que está trazendo mais ganhos é muito melhor do que qualquer tranqueira que pudesse ter sido trazida para casa.

      Beijos

      Excluir
  3. Pedimos desculpa mas é apenas para divulgar. Um casal, a crise, poupanças e histórias de quem vive a crise como muitos outros, mas onde a poupança é o melhor remédio. Pode passar a mensagem…? Obrigado!

    http://ocarteiravazia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. PARABENS QUERIDAAA!!
    SEU BLOG E INSPIRADOR...COMECEI UMA POUPANCA...OU COFRINHO.HAHAH....O MEU E DE MOEDAS.RSRSRS.
    AQUI NUNCA SOBRA DINHEIRO NO FIM DO MES MAS NAO ABRO MAO DO COFRINHO E POUPAR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, o cofrinho é sempre uma boa saída para o início de poupança.

      Quanto à não sobrar dinheiro no final do mês penso que é completamente normal no início da conscientização do consumo.

      Uma boa técnica, que pode ser possível no futuro, é retirar 10% dos rendimentos e colocar na poupança como se nunca houvesse recebido esse valor... quem sabe!!!

      Excluir
  5. Parabéns !!!
    Meus próximos investimentos também serão em LONDRINA !

    Gostei muito desse comentário ´´Depois conheci uma pessoa que me fazia parecer ser incapaz de conseguir qualquer coisa por ser assalariada. Afastei da pessoa e descobri que eu poderia fazer e ter tudo que eu quisesse e para isso bastava um pouco de organização, bastante adiamento de desejos imediatos de consumo de desnecessários e supérfluos, coragem para assumir compromissos financeiros considerados por mim mesma altos´´.

    Muitas vezes precisamos nos afastar de algumas pessoas para que as coisas mudam rsrs ! Já aconteceu comigo também =)


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mariana, penso que quanto mais cedo se começam os investimentos mais força temos para manter um padrão de consumo controlado e esses investimentos podem ser em qualquer coisa que traga alguma receita futura pois nunca sabemos quando vamos precisar!

      Afastar de pessoas que nos fazem mal ou atingem nossa autoestima é providência minimalista também... rs... de verdade, passamos a enxergar nosso próprio valor e acreditar no que somos capazes...

      Excluir
  6. Parabéns!
    Gosto muito de ler o seu blog e tenho me esforçado por manter o foco e poupar um pouco.
    Há mais ou menos 1 ano que leio o seu blog.
    Depois de ver o resultado da poupança deste último ano fiquei tão feliz que decidi aumentar o valor mensal a poupar neste novo ano "rumo ao controlo financeiro".
    Foi essa sua partilha deste novo investimento que me motivou a fazer este esforço.
    Sinto que ainda tenho um longo caminho a percorrer e os primeiros passos já foram dados.
    Agradeço imenso a sua dedicação e as partilhas.
    Todos os dias espero os seus posts e fico maravilhada com os textos.
    Parabéns, mais uma vez. Você merece.
    Beijinho
    Ana Margarida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana Margarida, manter o foco, atenção ao que se faz, não dispersar ou dispensar pouco... isso é muito importante!!! Considerando o padrão de consumo que fomos acostumados até hoje é difícil esse "manter o foco", mas por experiência própria posso dizer que não é impossível e no final das contas até se torna um hábito.

      Adorei sua visão de que a poupança poderia ser aumentada!!! Quanto dinheiro colocamos fora quando não percebemos os frutos que ele pode render no futuro e você ao que parece conseguiu estancar esses gastos supérfluos. PARABÉNS!!!

      Essa troca de experiências tem me ajudado muito e permitido com que eu mantenha o foco mais especificamente há 792 dias quando comecei o primeiro ano sem compras... antes tinha apenas momentos de lucidez em relação ao consumo, hoje percebo que esse tempo aumentou em muito.

      Obrigada pelas visitas e pela força!!!

      Beijos

      Excluir
  7. Eu agora estou juntando dinheiro para diminuir o tempo de financiamento da casa. Minha meta é pagar a casa inteira em 5 anos. Ainda estou na fase de cálculos, mas acho que vai dar certo. Paralelamente a isso eu quero juntar dinheiro para um fundo de emergência. Já estou com 2014 em mente e acho que vai ser um ano ótimo! Estou num momento muito bom e sinto que existem tantas possibilidades....!

    Parabéns a você pelas conquistas. A disciplina nos leva longe.... e a gente chega onde quer chegar mais rápido. Bjo grande!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marina, fico feliz por você!!! Muitas pessoas nem imaginam o que há de "embutido" nos financiamentos além dos juros!!! Estou torcendo para que seus planos se realizem e sei que se realizarão!!!

      Obrigada pelos parabéns!!! Estamos todos muito felizes...

      Beijos

      Excluir
  8. Parabéns!!

    A melhor coisa que tem é toda família unida para uma coisa assim e afastar de pessoas negativas.

    Com determinação e disciplina conseguimos coisas que antes parecia distante pois é mais fácil torrarmos tudo que recebemos com bobagens influenciados muitas vezes por pessoas que convivemos de certa forma.

    E parabéns também pela quantidade de pessoas que ajudastes a poupar só com os exemplos, como dá pra ver por aqui...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriana, posso dizer que esse blog foi uma das melhores coisas que já me aconteceu e simplesmente hoje não consigo desgrudar dele em razão de vocês que sempre estão aqui me apoiando, brincando, até cobrando!!! né??? rsrsrsrs

      Certamente minha vida não estaria tão diferente hoje não fosse o contato que mantemos por aqui...

      Obrigada por me acompanhar e me aconselhar nessa caminhada!!!

      Excluir
  9. Ziula!!! Que alegria!!! Parabéns!!!!!

    Tenho aprendido tanto com vc...sim, tenho evoluído muito (hoje faço meu orçamento mensal, tudo anotadinho...eu tinha pavor de olhar meu extrato bancário, minha conta estourava e vivia fazendo empréstimos...resolvi me "encarar de frente"...hoje sou corajosa e sei exatamente qdo peco numa compra!) Ok, caio em tentação muitas vezes, exagero ainda nas minhas compras... Até julho eu consegui me controlar, daí veio as férias e acabei gastando mais do que podia...resultado: até outubro estarei no vermelho...
    Estou pensando em fechar um consórcio de um carro popular para começar em novembro, visando me "obrigar" a investir...ok, ok eu bem sei que o melhor seria juntar e não pagar % de administração p o consórcio...mas penso em fazer de um valor baixo e num prazo de 2 anos(prazo curto)...uma espécie de poupança forçada...talvez eu me eduque...

    Obrigada por compartilhar sua vida aqui, fico feliz com suas vitórias, isso me empolga em continuar aprendendo, evoluindo sem me culpar como fazia antes e de nada resolvia...
    Bjos


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandra, super apoio o consórcio... rs... a primeira entrada que dei em um apartamento foi quando terminei de pagar o consórcio e optei pela devolução do valor e não pelo carro!!! No final você pode escolher se quer o carro ou o dinheiro!!!

      A segunda entrada que dei em um carro foi com um consórcio onde novamente optei pelo dinheiro!!! rsrsrs

      Nunca lembrei de falar do dito consórcio por aqui e até tinha esquecido... rsrsrrs... faça mesmo, não importa o prazo e não importa o carro... tem taxa de administração? claro, mas você tem direito ao valor que o carro estiver quando for sorteada ou quando terminar o grupo, sendo que veículos sobem mais que a inflação... é um ótimo exercício para depois passar a economizar sem estar "obrigada" a prestações.

      Meus apartamentos comprei na planta e tinha a prestação mensal que eu não considerava dívida e sim investimento. Poderia ter guardado o dinheiro, entretanto ainda não tinha, e não sei se hoje tenho, disciplina suficiente acaso não tenha um objetivo muito bem definido.

      Encarar a conta corrente é um ato de coragem! Tem dias que não posso nem olhar para a minha e olha que faz tempo que não entro no vermelho, mas tem horas que não entendo como a despesa fixa pode ser tão alta... enfim... vamos tentando entender como funciona essa coisa de consumo, contas, gastos...

      Culpa não resolve, lembre-se sempre que todas as atitudes que tomamos é o melhor que podíamos fazer nessas oportunidades. Afinal, estamos aqui para evoluir e não ficar remoendo o passado recheado de atos que hoje não praticaríamos mais. Jogue a culpa para bem longe!!! Você não poderia ter feito diferente!!!

      Obrigada pelas visitas e pela força!!! Só estou conseguindo cada vez mais ficar consciente graças a essa troca de experiências!!!

      Excluir
  10. Ziula!!! Emocionei!!! Obrigada pela resposta!!!! Fiquei o final de semana todo calculando e pensando se estou no caminho certo!!!!

    Acabei de responder mais no post que vc fez...

    Um grande abraço!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandra, qualquer caminho que nos leve a economizar e dominar os desejos de consumo é o certo, mesmo que talvez não seja o mais vantajoso, não tenho dúvidas que é o começo e a partir dele passamos a mudar nossa consciência sobre economia, colher frutos e viver melhor.

      Boa sorte!

      Abraços

      Excluir