segunda-feira, 17 de março de 2014

Sobre (não) passar roupa...

Cristina, esse período todo de pensar consumo e organização e minimalizar atividades para ter tempo a ser dedicado ao que realmente importa, levou à uma decisão radical (alguns podem achar radical!!! rs).

Sempre tive mensalista desde que casei até dezembro do ano retrasado, então as roupas eram passadas lindamente.

Quando vim para Londrina, no início do ano passado, a diarista vinha uma ou duas vezes por semana. Nas ocasiões em que ela vinha duas vezes por semana passava todas as roupas do Pedro e as minhas que necessitassem ser alisadas, àquelas da Izabel iam direto para o roupeiro.

Passei a colocar camisetas, camisas e vestidos para secar em cabides. As demais peças são penduradas no varal cuidadosamente, calças e bermudas penduradas pelo cós, embora digam que pendurar pela barra seja melhor (vou experimentar!).

Agora que tenho diarista uma vez por semana ou nem isso, pois já cheguei a ficar quinze dias sem chamar, não passo mais uma única peça de roupa, as mencionadas acima vão direto para o roupeiro, roupa de cama é colocada para secar dobrada e esticadinha em duas ou três partes e depois dobradas do tamanho correto e guardadas.

Então, não passo mais uma única peça de roupa e a diarista somente utiliza o tempo para limpeza da casa.

Roupas mais "finas", por assim dizer, ou as que precisam realmente passar, que são pouquíssimas, usamos duas ou três vezes ou até mais e depois mandamos para a lavanderia.

Simples assim! O Pedro, que tinha as camisetas passadas com todo o cuidado, está andando amassadinho e feliz, sequer fez comentário sobre a mudança, logo, minha preocupação com o que ele iria achar das roupas sem passar se mostrou sem qualquer fundamento.

Temos o costume de usar a roupa de "sair"  somente na rua mesmo e logo que chegamos em casa trocamos por bermudas ou pijamas ou vestidos de ficar em casa. Dessa forma, as roupas melhores podem ser usadas mais vezes considerando que os cachorros não ficam pulando nelas e o trabalho doméstico não chega nem perto quando estamos vestidos de "rua".

14 comentários:

  1. Olá, gostei do seu blog! Olha, eu detesto passar roupa, detesto mesmo! Tenho comprado blusas de tecido chiffon e afins, que são tecidos que não precisam passar, no caso do meu marido é mais complicado, pq ele só usa camiseta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achava que camisetas precisavam ser passadas... rs... mas o próprio calor do corpo quando usadas dá um jeito nelas... rs

      Excluir
  2. Ziula, é tudo quase igual aqui em casa. Meu ferro de passar quase "late" em mim quando me aproximo dele.
    Tudo muito prático e é só questão de cabeça fria. Meu filho é um amorzinho, veste a camiseta amassada e diz que ela se passa com o calor do corpo.
    Meu marido veste a menos marcada e tbm diz que já está bom assim mesmo.
    Acha que eu vou reclamar??? Eu não!!!
    Passo a ferro aquelas que realmente não tem jeito. Ex: roupa de missa, bermuda de tecido molinho, e...acho que só, rsrsrs.

    Por muitos anos passei a farda do marido e uniforme do colégio do filho. Ambos já não usam isso. Então...relaxei de vez.

    Diarista eu não tenho. Faço conforme vai dando, por partes. Almoçamos fora diariamente. Nos respeitamos mutuamente, como seres individuais que somos.
    Acertamos as agendas para dar harmonia ao decorrer do dia-a-dia.
    Tem dado certo até aqui.

    Beijinhos no Pedro, saudades do cheff.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zilda, meu único problema ainda são as camisas, mas para essas a lavanderia resolve e descobri que não é um valor tão absurdo assim...

      Beijos entregues... o chef está meio parado... rs

      Excluir
  3. Ziula rsrs obrigada pela resposta. Alívio...a ri alto com o "pedro está andando amassadinho e feliz" rsrs
    Detesto passar roupa...detesto e não sei passar direito! Sempre me sinto "amassada...mas não feliz como o Pedro rs.
    Seco algumas coisas em cabides tbém, obrigada por partilhar.
    Pois é, minimalismo não é só uma questão de coisas, destralhe, tem toda a parte emocional.
    Bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desencana!!! Um amassadinho não tira a alegria...
      Beijos

      Excluir
  4. Ziula. Estou em uma fase que antes mesmo de perguntar o preço da roupa, pergunto se o tecido amassa muito, rsrsrs. abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cecília, também cheguei nesse ponto... rs... abraços

      Excluir
  5. Fazem mais ou menos 1 ano que não passamos roupa em casa, uso somente camisetas (secas no cabide) e calça jeans, o uniforme da esposa não amassa, então podemos nos dar esse "luxo". Passar roupa é uma das maiores perdas de tempo que alguém pode fazer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passar roupa é simplesmente o fim do caminho!!! Eu assistia Salve Jorge passando roupa... quando me dei conta resolvi que não assistiria mais a Globo nem passaria roupas... rs... e assim está sendo feito!!!

      Excluir
  6. Uma vez vc postou sobre ferro de passar, e aqueles passadores a vapor. Sabe q fiquei sonhando um tempão com um passador a vapor, pq já ouvi que é mto bom, (se for o industrial), pois passa até as roupas q precisariam de lavanderia.
    Agora, passado tanto tempo, já penso que, msm qdo puder comprar, se vale a pena a relação custo/benefício, ou se não vale mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cristina, nem ferro nem passadeira a vapor... aliás sobre a passadeira quando fiz a consulta aqui no blog concluí que só serve mesmo para roupas levadas em mala e que tenham sido passadas anteriormente, mas não para roupas lavadas em casa...

      Excluir
  7. Eu ia falar dessa passadeira a vapor que já foi objeto de discussão por aqui e que já vi uma vizinha comprar achando que seria maravilhoso e na casa dela é um cabide...

    Eu não passo tudo que é roupa e aqui cada um cuida das suas roupas e passa suas roupas, mas minhas camisas de trabalho não dá pra fugir, infelizmente... às vezes alguma dudalina se salva de não precisar passar, por isso simpatizo com elas, mas pelo preço tenho que mesclar com as que preciso ficar passando e repassando ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A passadeira eu já desisti e o ferro aposentei... rs

      Excluir